Seleções masculina e feminina do Brasil estreiam no Mundial de Goalball na Finlândia

GB11_AUS_Tyan-Taylor66

Começa na segunda-feira, 30, em Espoo, na Finlândia, o Mundial de Goalball 2014 da IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos). Este é o mais importante campeonato da modalidade, junto com os Jogos Paralímpicos, e o Brasil será representado tanto no masculino como no feminino. Os dois times embarcaram para o país europeu no dia 20, e estreiam no dia 30. Enquanto os homens, que foram medalha de prata nos Jogos Paralímpicos de Londres-2012, enfrentam os belgas no primeiro jogo, as mulheres, sétimo lugar na capital britânica, iniciam a competição contra as australianas.

As disputas se estendem até 5 de julho e, entre os homens, o Brasil está no grupo B, ao lado de Bélgica, Finlândia, Egito, Japão, Turquia, Canadá e Lituânia. No feminino, a Seleção Brasileira enfrenta Austrália, Suécia, China, Ucrânia e Israel, também pelo grupo B. Nas duas disputas, o grupo brasileiro precisa ficar entre os quatro melhores da chave para avançar para a próxima fase.

As duas equipes chegam ao Mundial confiantes – apenas uma atleta do feminino e um do masculino não estiveram nos Jogos Paralímpicos de Londres-2012. De acordo com o técnico do time masculino, Alessandro Tosim, o grupo está muito concentrado para a competição. “Nos últimos seis meses, fizemos quatro fases de treinamento e todas elas voltadas para o Mundial. Voltar com um bom resultado é tudo que está na cabeça deles agora. Nós temos uma equipe pronta para ser campeã”, contou o treinador.

Tosim ainda lembrou que o preparo físico será muito importante em Espoo, e que o Brasil está com seis atletas bem preparados para as disputas. “São dois jogos por dia, então temos que fazer uma boa rotação para ter sempre atletas descansados. Estou confiante porque temos seis titulares, e poucas seleções estão assim”, disse.

Para a estreia, o treinador já sabe o que esperar dos belgas – rivais dos brasileiros na campanha da medalha de prata em Londres. “Desde o começo do ano, a comissão técnica analisou quase todas as seleções. China e Japão não achamos muito material, mas estudamos o que encontramos. Então não acho que teremos muitas surpresas no Mundial”, completou.

O grupo feminino também chega à Finlândia com boa preparação. As comandadas do técnico Dailton Nascimento estavam em treinamento até o dia em que embarcaram e, na Finlândia, ainda seguiram a rotina de treino para fazer boas partidas no campeonato. “Essa aclimatação conclui a preparação. Já vamos conviver no fuso horário de lá, com o clima, treinar nos ginásios finlandeses, tudo para agir com naturalidade durante as partidas”, observou.

O técnico reconhece que o caminho para um título mundial na Finlândia é difícil, mas quer aproveitar ao máximo o potencial das atletas no campeonato. “Todas as seleções são muito equilibradas. Não teremos jogo fácil. Daqui também queremos tirar muita experiência para os Jogos Paralímpicos do Rio-2016”, disse Nascimento.

A delegação brasileira com as comissões e atletas do masculino e feminino desembarcaram no dia 20 em Pajulahti, na Finlândia. Durante o período de aclimatação, as duas seleções finalizaram a preparação para o Mundial com treinos e amistosos.

Confira os convocados

Seleção Masculina
Alex de Melo Sousa (CEIBC/RJ)
Alexsander Almeida Maciel Celente (CESEC/SP)
José Roberto Ferreira de Oliveira (ICP/PB)
Leandro Moreno da Silva (CESEC/SP)
Leomon Moreno da Silva (APACE/PB)
Romário Diego Marques (APACE/PB)

Técnico: Alessandro Tosim

Seleção Feminina
Ana Carolina Duarte Ruas Custódio (IBC/RJ)
Gleyse Priscila Portiolli de Souza (CESEC/SP)
Márcia Bonfim Vieira (SESI/SP)
Neusimar Clemente dos Santos (IBC/RJ)
Simone Camargo Rocha (SESI/SP)
Victoria Amorim do Nascimento (IBC/RJ)

Técnico: Dailton Nascimento

Comentários